terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

PALAVRA LIVRE



O que aconteceria com o mercado editorial brasileiro se o estado publicasse livros de prosa e poesia de autores contemporâneos de qualidade, em edições bem feitas, de baixo custo, com tiragens de cinco a dez mil exemplares por título e distribuísse os livros gratuitamente para a população em terminais rodoviários, estações de metrô ou os incluísse nas cestas básicas do Bolsa Família?

Um comentário:

  1. Penso que hoje não tenhamos mais tanto no meio político-partidário alguém que, com coragem, abarcasse levantasse essa bandeira. Penso nisso porque causaria impacto. Mas adorei a ideia! É isso aí!

    ResponderExcluir