quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

CRÔNICA PARA O FINAL DOS TEMPOS


Caros, amanhã será o final dos tempos, segundo a astrologia maia. Eu não acredito em bruxas, duendes ou mulas-sem-cabeça, mas vale a pena fazer um breve balanço de 2012. Publiquei meu livro de poemas Cores para cegos, pela Lumme Editor – reunião de cinco poemas longos, escritos entre 2008 e 2011 – e o lançamento em Curitiba foi divertido, uma boa oportunidade para retomar as conversas com amigos como Ricardo e Joana Corona e Eliana Borges. Ministrei um curso sobre a poesia neobarroca no Festival de Ouro Preto e Mariana, cidades que amo pela arquitetura, culinária, natureza e cabeças pensantes. Organizei o I Seminário de Ação Poética, em parceria com o Frederico Barbosa, evento que reuniu mais de 40 poetas, músicos, críticos e editores, que se apresentaram em recitais e debates na Casa das Rosas e no Centro Cultural São Paulo. Participei do Fórum Social Mundial Palestina Livre, em Porto Alegre, ao lado de minha namorada Giovanna Wrubel, e tive a felicidade de participar da marcha de abertura do fórum, no mesmo dia em que a Palestina foi aceita como estado observador na ONU – uma vitória política que abre caminho para novas e importantes conquistas. Filiei-me ao Partido Comunista do Brasil (PC do B), a mais antiga organização da esquerda brasileira, fundada em 1922, como seção da III Internacional, e que hoje representa o pensamento político mais avançado em nosso país. Comemorei a vitória de Fernando Haddad para a prefeitura de São Paulo, que será um importante fator para a mudança política em todo o estado, nos próximos anos. Comecei a escrever minha tese de doutorado – A recepção da poesia clássica japonesa no Brasil e em Portugal --, que vou defender em 2014. Descobri poetas que não conhecia, como o sírio Adonis e o palestino Darwish, ouvi boa música, convivi com meus amigos, amo e sou amado por minha musa. Está de bom tamanho, não? Que venha o apocalipse.  

2 comentários:

  1. Foi um ano maravilhoso, meu namorado - como você merece! Pessoalmente, sinto-me orgulhosa e honrada por ter feito parte da sua vida em 2012!

    ResponderExcluir
  2. Você foi a parte mais importante nisso tudo, my love... é você que faz as coisas valerem a pena...

    ResponderExcluir