sábado, 31 de dezembro de 2016

RETRATO VII












Dezenove cabeças de ninguém:
cabeças-
de-corvo,
de noite-
desnoite,
de lua-
nanquim.
Abatidos a tiros:
noite
negra-
vermelha,
noite
muda-
estridente  
— extermínio.
carmim.
Linhas móveis
multiplicam
luzes:
indistintas
estrelas.
Os que somem
sem deixar
vestígios;
os que calam
sobre mortes
anônimas.
Sim:
vivemos
no tempo
dos invisíveis,
no tempo
descolorido
dos surdos-mudos.
A mutabilidade
dos corpos,
reconfiguráveis.
As estruturas
de poder
mimetizadas
em abismo.
A indiferença
ante os dezenove
desalinhados
corpos
em Osasco
e Barueri.
Onde o limo
recobre
qualquer hipótese
de civilidade.
Sim, houve
um massacre:
todos nós
somos culpados.

Poema inédito de Claudio Daniel, 2016


Poema escrito para recordar o massacre de 19 jovens negros ocorrido em agosto de 2015 em Osasco e Barueri, no estado de São Paulo, por policiais militares.


quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

URUTAU















ave da noite
olho da noite
em nãos
de nunca mais
olho amarelo
nos fumos da noite
lua amarela
em nuncas
de nada mais
emenda-toco
de unhas curvas
uruvati, urutaguá
canta os pedaços de mim.


dito kuá kuá
dito pássaro-
princesa
canto de arame
e arranha-tripa
se acaso
se entremostrasse
no último infinito
do fim
esfumado
entre agapantos
e alamandras
entre os pedaços de mim.


uruvati
come-morcegos
urutaguá
come-lagartos
onde está
o meu eu
oh mãe-da-lua?
onde está
a minha ela
oh pássaro-
fantasma?
no último
fim de mim?


O que canta
no galho
transforma-se
em galho
o que canta
no tronco
transforma-se
em tronco
canto tonto
nos entornos
do sem fim
repercorre ângulos
no mais rascante de mim.


Poema inédito de Claudio Daniel, 2016

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

ZUNÁI, REVISTA DE POESIA & DEBATES













DEZEMBRO / 2016


Entrevista com Marcelo Ariel


Traduções: Marcial, Maquiavel, Rimbaud, James Joyce


Poemas: Augusto de Campos, Diego Vinhas, Lucas Perito, Fernando Maroja Silveira, Régis Mesquita, Jorge Elias, José Pinto, Pilar Bu, Priscila Prado, Mauro Jorge dos Santos, Patrícia Claudine Hoffman. Antologia do Laboratório de Criação Poética.


Prosa de Jorge Lúcio de Campos


Galeria: telas de Sandra Maret e poemas visuais de Antero de Alda


Especiais: Poesia na pele, intervenções poético-fotográficas de Germana Zanettini.


Ensaios:




Opinião / Cadernos da Palestina:



Cadernos da Palestina:

A história da catarinense que trabalhou como voluntária em campos de refugiados na Palestina

Serra e Israel, por Salem Nasser

Abbas insta a declarar 2017 como el año del fin de la ocupación de los territorios palestinos - por Mike Segar Reuters

Roger Waters explica por que os músicos têm medo de criticar Israel, por Paul Gallagher



Zunái, Revista de Poesia & Debates, www. zunai.com.br

Preço: Inconcebível. Inefável.


Onde encontrar: no ciberespaço, essa “gran cualquierparte” (Vallejo).